8 procedimentos estéticos para serem evitados na pele

Com a chegada de dias quentes, as roupas diminuem, o corpo fica mais à mostra e, com isso, cresce a preocupação de deixar a pele impecável, livre de pelos, pintas e varizes. Por mais que a vontade de eliminar esses incômodos seja grande, o melhor a ser feito é esperar para realizar alguns procedimentos em estações quando a exposição ao sol não é tão frequente, como o inverno. Existem tratamentos que, com a exposição solar, podem formar manchas e até mesmo cicatrizes. Abaixo, confira os tratamentos que não combinam com o sol do verão.

Tatuagem

Muitas pessoas optam por fazer tatuagens na estação mais quente do ano. Tudo bem, desde que o local não seja exposto ao sol em hipótese alguma – o que pode ser difícil, dependendo da parte do corpo tatuada. O sol pode interferir na cicatrização e fixação dos pigmentos, pois a radiação UV atinge a derme e provoca um processo inflamatório que resulta na reabsorção dos pigmentos.

Depilação definitiva

A depilação a laser não pode ser feita com a pele bronzeada, o que a torna pouco indicado para o verão. O laser usado pra depilação tem como foco o pigmento do pelo. Se a pele estiver bronzeada, irá virar o alvo do laser, que pode machucar e provocar manchas.

Remoção estética de pintas

Muitas vezes, a remoção de pintas é necessária, pois podem se tratar de melanomas. Mas, se a remoção for apenas estética, o ideal é evita-la na estação mais quente. Quando se retira uma pinta, fica uma cicatriz no local e, se a pessoa tomar sol nessa cicatriz, pode ficar com manchas escuras. Isso acontece porque o sol atrapalha o processo de cicatrização, podendo ocasionar, além de manchas, cicatrizes chamadas de inestéticas, ou seja, muito marcadas.

Peeling Químico

O procedimento de peeling químico faz com que ocorra uma renovação da pele. Essa nova pele ainda não possui proteção contra os raios ultravioletas do sol. Se houver exposição solar posterior ao procedimento, pode ocorrer irritação, vermelhidão e manchas escuras.

Lifting

O lifting até pode ser feito no verão, desde que não haja exposição solar. Por isso,  a maioria dos médicos prefere realizar o procedimento no inverno, quanto é mais fácil evitar o sol. Para as atividades do dia a dia, a pessoa deverá usar protetor solar com fator de proteção alto e chapéus ou bonésa.

Tratamento de varizes

As varizes podem incomodar quem quer mostrar as pernas no verão, mas a melhor escolha sempre é deixar o tratamento para o inverno. Após o procedimento, podem ocorrer manchas escuras, devidas ao extravasamento de sangue dos vasos, que podem piorar com a luz solar.

Laser CO2

O laser CO2 – considerado um dos melhores para rejuvenescimento – não pode ser feito no verão. Ela conta que esse tipo de laser atravessa a camada mais superficial da pele, a epiderme. Qualquer exposição solar pode levar a manchas e cicatrizes.

Laser pulsado

A luz intensa pulsada, usada para remoção de manchas e vasos da pele, também não deve ser feita no verão. O problema é semelhante ao da depilação definitiva a laser: a pele não pode estar bronzeada. O laser foca o pigmento das manchas e vasos e, com a pele bronzeada, ela também se torna alvo do laser, podendo formar manchas e machucados.

Artigo do Momento

10 Dicas para Queimar Gordura Abdominal

Queimar Gordura Abdominal não é uma tarefa muito fácil. Porém, também não é uma muito …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *